Diário O Município

WhatsApp Image 2024-05-23 at 16.08.37
D ITALIA 1200 X 300
Capa 3 - 825px X 200px - Podcast
SUNSET 1200 X 300
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Shadow

Atendendo a um convite do vereador Obetudes da Silva, presidente da câmara de vereadores de Sangão as conselheiras participaram da reunião ordinária desta segunda-feira (14) para apresentar o relatório de atividades realizadas no ano de 2023 pelo Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente. Uma das solicitações é com relação ao um único veículo para uma demanda que cresce a cada ano. Os vereadores Gilson, Alécio e Gentil argumentaram que, “Apenas um carro não é suficiente para atender o Conselho”. O presidente Obetudes citou algumas diferenças entre a educação dos pais com os filhos exercida no passado com a do presente. A conselheira Malu Marques Brito foi à tribuna da câmara para apresentar o relatório trimestral de abril, maio e junho de 2023.
Com compromisso e responsabilidade, zelando pelos direitos das crianças e adolescentes, o conselho tutelar apresentou na Câmara de vereadores nesta segunda-feira (14/08) a demanda de atendimentos realizados.
Podendo destacar que foram realizados 39 atendimentos presenciais na sede do conselho, 90 ligações em horário de plantão, 64 evasão escolar sendo destas 22 enviadas ao ministério público, foram feitos 25 encaminhamentos ao CRAS – Centro de referência de Assistência Social, 12 casos encaminhados ao PAEFI -Serviço de proteção e atendimento especializado a famílias e indivíduos, 15 encaminhamentos a polícia civil, 8 encaminhamentos para a saúde. Dentre eles pode-se destacar violência psicológica e física, negligência, maus tratos, vulnerabilidade, violência ou abuso sexual, conflitos familiares e ato infracional.
Também foram realizados trabalhos nas escolas, de conscientização contra abuso sexual nos anos iniciais, e gravidez na adolescência para ensino fundamental. O conselho ainda ressaltou a importância da reunião de rede para o bom desenvolvimento das políticas públicas do município em prol das crianças e adolescentes. Contudo foram 127 crianças e adolescentes atendidos entre o mês de abril a junho.
É necessário que a população entenda o trabalho do órgão que é de proteção dos direitos e também do apoio pois ali são feitos encaminhamentos para equipes técnicas que poderam realizar os atendimentos fortalecendo os vínculos com núcleo familiar.