Diário O Município

WhatsApp Image 2024-05-23 at 16.08.37
D ITALIA 1200 X 300
Capa 3 - 825px X 200px - Podcast
SUNSET 1200 X 300
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Shadow

Um dos primeiros atos da juíza Gabriella Matarelli Calijorne Daimond Gomes à frente do processo que envolve o ex-prefeito Joares Ponticelli (PP) e o ex-vice-prefeito Caio Tokarski (União) foi negar o pedido de liberdade formulado pela defesa de Caio. A informação foi publicada pela Folha Regional Web TV.
“O principal argumento da defesa para a reanálise da prisão e sua revogação é a renúncia do réu ao cargo de vice-prefeito municipal, o que, segundo afirma, faz desaparecer os requisitos e motivos para a segregação. Cumpre referir, porque novamente mencionado pela defesa, que os fundamentos anteriores para a decretação da prisão não se basearam unicamente nos depoimentos dos colaboradores”, diz a decisão.
Joares e Caio renunciaram aos seus mandatos. Com isso, deixaram de ter prerrogativa de foro e seus casos, que seriam julgados diretamente no Tribunal de Justiça, passaram a ser decididos na primeira instância.
Todos os nove juízes da comarca de Tubarão alegaram suspeição para não assumir a condução do caso. Desta forma, Gabriella, da comarca de Jaguaruna, foi destacada para a missão.