Diário O Município

D ITALIA 1200 X 300
Capa 3 - 825px X 200px - Podcast
SUNSET 1200 X 300
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
Shadow

Isso mesmo, 15 de julho é o Dia do homem no Brasil. Não, ao contrário das brincadeiras dizem que seria 1º de novembro (Dia de Todos os Santos). Mas é isso mesmo. O homem brasileiro tem um dia somente seu, assim como as Mulheres têm muito o que comemorar em 8 de março.

Saibam que, mais de 70 países celebram o Dia do Homem em 19 de novembro. No Brasil, no entanto, a data é comemorada em 15 de julho e surgiu como forma de lembrar grandes feitos sociais, políticos e históricos realizados por homens.

Seria bom se homem, mulheres ou das comunidades GLBTQIA+ pudessem ter apenas um dia da humanidade?

Afinal, quando se criam dias disto e daquilo acaba aumentando as desigualdades.

Outubro é mês de lembrar os cânceres que afetam as mulheres, novembro as doenças e cânceres que afetam os homens.

Que a data sirva para lembrar aos homens que eles também precisam se cuidar, ir ao médico constantemente, ao dentista e, sim, também procurar um psicólogo de vez em quando.

Não precisamos ficar com medo de sermos sensíveis, de chorar de vez em quando, de sensibilizarmos com um filme emotivo ou uma cena de amor. Os brutos também amam, dizia uma música do passado. Somos homens que do dia a dia cujas vidas são decentes e honestas; que ralamos para vencer nossos próprios desafios, que temos que bancar os valentes em meio ao caos e não demonstrar temor ante o perigo iminente.

O tempo da barbárie passou. Hoje somos homens, mulheres e minorias (incluindo todas). Somos sobreviventes de nosso próprio tempo.